O jardim e a churrasqueira

Link youtube

Ter um jardim e churrasqueira ou uma horta em casa não significa só melhorar sua qualidade de vida, purificar o ar do ambiente ou ter alguns vegetais frescos para comer. Jardinagem também é sinônimo de sofisticação, modernidade e até de arte. Bonsais, por exemplo, exigem muito conhecimento e dedicação, além de paciência, já que levam anos para crescer.

Considerando que temos cada vez menos espaço para desenvolver qualquer tipo de cultivo dentro de nossas casas, uma ideia muito simples permite a criação de vários tipos de plantas, hortaliças e temperos, como samambaias, palmeiras, orégano, hortelã, salsinha, entre outras. Apesar de construídos na parede, os chamados jardins verticais precisam das mesmas coisas que os jardins de solo, ou jardins externos: uma boa terra, nutrientes, água e, sobretudo, luz. Portanto, uma das coisas mais importantes a se considerar na hora de escolher o lugar de construção do jardim, pense quais plantas vão se adaptar melhor à luminosidade daquele ambiente, já que a quantidade de luz solar necessária varia de acordo com cada espécie.

Neste vídeo, você aprende todas as etapas da construção de um jardim vertical, com um custo que não chega nem a R$ 300. Os materiais são simples e podem ser encontrados facilmente. Se na hora da construção você se atrapalhar um pouco, procure um jardineiro no Bicos Online e comece logo a fazer sua plantação!

Por que Grill? O significado do Churrasco

O termo grilling, em português traduzido como grelhando é quando ao cozinhar um alimento se usa um calor radiante e forte, vindo de cima ou embaixo na direção de sua comida. Sabendo dessas questões, a agência de marketing digital WPN preparou um post explicando seu surgimento e o verdadeiro significado do churrasco. O local onde essa alimento é cozinhado chamasse grill, e diversas locais no mundo possuem locais e condições diferentes.

O fogo para o grilling pode ser alimentado com gás ou com carvão, sendo que existe uma discussão sobre qual formato é superior, com fortes defensores de ambos os lados. Na Ásia há o hábito de cozinhar não só carnes, mas também vegetais ambos comumente enrolados ao redor de algum tipo de palito. Os asiáticos costumam cozinhar em ambientes fechados e muitas vezes pequenos como restaurantes ou food trucks.

grill grilling

Já na Alemanha existe um costume de grelhar ao ar livre em estruturas chamadas “camas”. As camas possuem carvão vegetal por baixo, e é tomado um cuidado em especial para que elas não produzam labaredas.  Como é costume a maioria das carnes são salsichas, linguiças ou salsichões e é comum o uso de cerveja para alimentar as chamas.

Na Inglaterra e no Reino Unido em geral é mais normal o uso de fornos elétricos que possuem um compartimento para grelhar carnes. Portanto isso é feito dentro de ambientes fechados, já que não existe a necessidade de deixar a carne arejar.

Por fim os Estados Unidos é um dos países mais conhecidos por grelhar suas carnes, sendo que as carnes consideradas grelhadas são as que ficam com as marcas da superfície na qual foram aquecidas, ou como são chamadas as marcas do grill.

Agora que você já conhece mais sobre o procedimento e como ele é feito em diversas partes do mundo já pode pedir sua carne grilled com mais propriedade ou quem sabe até começar a cozinhar nesse estilo por si próprio.

Grelhada ou assada?

Quando chega o final de semana tudo que as pessoas querem fazer é descansar e se divertir. E não é para menos – a divisão de cinco dias de trabalho para dois de lazer é bastante injusta. Para essas horas livres, não tem nada melhor que juntar os amigos e fazer um belo churrasco. Se tiver sol e piscina então, vale até aguentar aquela carne dura do colega que acha que sabe fazer. Mas se você quiser aproveitar a ocasião para ganhar uns pontos com a galera, aperte o play e aprenda a fazer uma bela picanha tanto assada quanto grelhada:

Link Youtube

Churrasco nota dez

Tudo que churrasco tem de gostoso, também tem de trabalhoso. Na teoria, é só juntar os amigos, abrir a geladeira e colocar a carne na brasa, mas na prática a coisa muda consideravelmente. Para fazer um churrasco bem feito, é preciso ter espírito de anfitrião e se preocupar com todas as variáveis atreladas.

Apesar da carne ser a parte mais importante, outros aspectos precisam de atenção. Como por exemplo, a música. Não precisa ser DJ, mas uma boa playlist pode mudar a cara do ambiente, deixando tudo mais alegre e animado. A bebida também precisa de uma atenção especial, e para a maioria dos brasileiros, a opção de cerveja extra gelada é imprescindível. Se combinada com a tradicional caipirinha, as chances de sucesso são enormes.

Para preparar a carne não é preciso muita coisa. Uma táboa grande de madeira, uma faca bem afiada e um pegador são suficientes. Mas lembre-se, nada de garfinhos – usá-los para pegar e virar a carne faz com que ela perca líquidos ao ser furada. Para o preparo, os métodos mais comuns são grelhar e assar. A diferença básica é que o grelhado é feito em uma grelha, a cerca de 15 cm da brasa, com um corte que varia entre três e quatro centímetros. Mais finos do que isso pode deixar a carne seca, e mais grosso pode ficar cru no meio. Já o assado é feito no espeto, com cortes inteiros – como picanhas e costelas assadas – e devem ficar a cerca de 40 cm da brasa.

E os convidados vegetarianos não precisam ficar com fome. Quando for receber convidados desse tipo, aposte nos legumes na churrasqueira. Abobrinha, batata, cebola, tomate e pimentões com um pouco de sal, pimenta do reino e azeite sempre rendem aplausos, e até os fãs de carne disputam os pedaços a tapa.